14 agosto 2009

Mesa branca

É comum encontrar pessoas relacionando o Espiritismo com a tal da mesa branca, geralmente essas mesmas pessoas não tem um conhecimento sobre a doutrina ou nem mesmo faz parte dela, muito embora as vezes os próprios espíritas acabam contribuindo para a confusão. Eu mesmo já me vi nessa situação, em que me perguntam qual religião eu sigo. Dai a coisa começa.

- Sou espírita.

- Ah é? nossa, então você vai em terreiros e essas coisas? como é ir nesses lugares?

- Não, veja bem, você está confundindo com outra crença, no Espiritismo não existe terreiros, não existe rituais, somente segue a codificação de Allan Kardec, o seu fundador.

- Ahh tá, agora entendi. Você é Kardecista.

- Não, mais uma vez está confundindo. Kardecismo não existe, esse termo, apesar de ser bem conhecido e relacionado ao Espiritismo, não existe na doutrina. Como disse, Kardec foi o codificador da doutrina, mas a doutrina se chama Espiritismo, pois seguimos a doutrina dos Espíritos e não Kardec em si, apesar do grande respeito que temos pelo codificador e o seu maravilhoso trabalho em relação a isso tudo.

- Hummm, tá certo. Agora sim deu pra entender. É mesa branca né?

O diálogo acima é bem comum, e a maioria das pessoas não tende a explicar as coisas como deveriam, e fica por isso mesmo, e a confusão continua.

Mas, afinal, o que é a tal da mesa branca?

Mesa branca nada mais é que um simples termo inventado para diferenciar o Espiritismo de outras crenças, como a Umbanda e o Candomblé. Falando bem na lata mesmo, é mais um termo inventado para que não confundam o Espírita com "macumbeiros", do mesmo modo que se faz com o termo "Kardecista".

Ao meu ver, o uso desses termos denota um certo preconceito com as outras crenças, já que os termos citados aqui não tem outro objetivo a não ser o de simplesmente colocar o Espiritismo em um ponto isolado em relação as outras doutrinas, como se o Espiritismo fosse, indiscutivelmente, "melhor" e "mais puro" que as outras. É um erro.

O grande problema está localizado entre os próprios espíritas que permitem o uso dos termos errados e permitem a continuidade desse equívoco. É de suma importancia o esclarecimento desses pontos, principalmente pra quem está chegando agora, pois são eles os responsáveis por levar, em um futuro próximo, a mensagem do Espiritismo.

11 comentários:

  1. OI AMIGO JULIO

    HJ DESCOBRI O SEU BLOG,DEVOREI CADA PALAVRA,MUITO OBRIGADA POR NOS AUXILIAR NESTA CAMINHADA,FOI DE GRANDE VALIA PRA MIM E GARANTO QUE O SERÁ PRA MUITAS OUTRAS,ESTOU NO FORUM ESPIRITA,FOI LÁ QUE EU SOUBE DE TI.

    ABRAÇOS FRATERNOS E

    CONTINUE.......

    ResponderExcluir
  2. Li este artigo Mesa Branca e como sempre me esclareceu muito, quero te agradecer meu amigo, por sempre colocar em seu blog assuntos que pouco é divulgado e conseguentemente pouco esclarecido.
    Adorei ler esse artigo, agora sei sou espirita!

    ResponderExcluir
  3. Não sigo o espiritismo mas tenho muita curiosidade e acabei entrando aqui,gostei muito
    Larissa

    ResponderExcluir
  4. gostaria de saber o por que de tanta indiferença entre os estudos de espiritismo.
    exemplo os espiritas estão perdendo " a caridade" e sempre falando em religiões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “A perda da caridade” não é um evento exclusivo dos espíritas, os seguidores de Kardec muitas vezes são revestidos pelo rótulo de caridosos e cobrados por isso tendo em vista o grande trabalho de reviver o Cristianismo revelado pelo codificador. No entanto, vale ressaltar que o espírita assim como qualquer adepto de outra crença religiosa é imperfeito, pois é um ser humano como qualquer outro neste planeta de provas e expiações. Dessa forma, o simples fato de tornar-se espírita não é garantia de conseguir uma casa na espiritualidade superior.

      A Doutrina Espírita é formada por três bases, ciência, filosofia e religião. E não é de se estranhar que em alguns locais em que se professa o Espiritismo algum desses pilares da Doutrina seja mais desenvolvido, assim como acontece com a gente, possuímos habilidades e competências diferentes das outras pessoas de acordo com a nossa evolução e dedicação em determinadas áreas.

      Aqui vale uma observação. Na parábola do “Bom Samaritano” Jesus deixa claro que a salvação independe de qualquer tipo de culto, crença ou religião, em momento algum daquela história ele fala sobre rezar dessa ou daquela forma, acreditar nisso ou naquilo, enfim, apenas o “amar ao próximo como eu [Jesus] vos amei” é a senha para a entrada no Reino de Deus.

      Pois bem, se o espírita ainda não pratica a caridade tanto quanto estuda assuntos mais técnicos como, por exemplo, fenômenos mediúnicos, ou fica envolto em discussões estéreis sobre validações de ‘verdades’ religiosas é porque ainda não assimilou o ensinamento do Cordeiro, encontrando dificuldade em algum ponto.

      Porém, devemos lembrar que Kardec nos orientou sobre o percurso que fazemos durante nossa vida, ressaltando como é vivenciar a doutrina: “Reconhece-se o verdadeiro espírita por sua transformação moral e pelos esforços que faz para dominar as más inclinações". Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo XVII.

      Excluir
  5. Como são criadas as almas antes de nascer ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dafiny,

      aqui no blog temos um texto que fala sobre as criações de Deus, se quiser lá tem algumas percepções sobre isso

      http://espiritismoluz.blogspot.com.br/2014/01/criacoes-de-deus.html

      Excluir
  6. eu gostaria munto. a entender o que se passa, no mundo espiritul. para poder ajudar.a mim mesma e a os espitos, como e onde me enformar .muntas coisas tenho q aprender comesando por mim hobrigado

    ResponderExcluir
  7. oi sinto coisas. sei o q poderia ser ; gostaria de ter um estudo mais profundo . conheçsmentos ,alguem pra me espricar e entender, so apaixonada por espiritos, sobre natural

    ResponderExcluir
  8. gostei de visitar sua pagina, porem não encontrei o que procurava, gostaria do email de algum mediun que converse com espiritos desencarnados, trata-se de contato com meu filho que foi assassinado a 4 anos, sou espirita de uma outra doutrina, de raizes africanas e tratamos dos que ja estão no pos vida de uma outra maneira, se o amigo puder me ajudar ficarei grato, meu email egberto wellington@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. Eu estou passando por crise no meu casamento. Estou separada a um e quero que vocês mim ajude

    ResponderExcluir

Amigo visitante, fique a vontade para deixar seu comentário, seu retorno é muito importante para nós e também aos outros leitores, é sempre bom compartilhar conhecimentos.
A única coisa que pedimos é que seja mantido o respeito mútuo, comentários com teor ofensivo, a quem quer que seja, não serão tolerados.
Muito obrigado por sua visita.